Arthur – 8º mês.

Acho que eu não deveria dizer isso, mas vou confessar que essa é uma das famílias que eu mais gosto de fotografar. Além do Arthur ser um FOFO, os pais são muito queridos e sempre me sinto bem ao terminar mais uma sessão com eles.

Fizemos pela primeira vez, uma sessão externa. O Arthur estava num ótimo humor nesse dia e adorou ficar brincando na grama, rsss. Na verdade, a grama vez mais sucesso do que o trenzinho que ele estava hehehehe.

Vamos às fotos!

obs: Amigos, ainda estou no Rio. Quando eu voltar eu conto como foram os workshops. Um beijo em todos.

9 thoughts on “Arthur – 8º mês.

  1. Eduardo Andrade says:

    Huaine, eu notei um pouco de back focus em boa parte das suas fotos feitas com a 50 1.4 G, inclusive nesse ensaio. Se as fotos não forem crops das originais, então perceba bem que vc vai notar o back focus, que é bem visível. Sugiro que vc faça um test chart com sua 50 1.4 G, p/ ver se precisa calibrar com o foco da(s) sua(s) D7000, pois é difícil as lentes se ajustarem perfeitamente a todos os corpos de câmeras que são fabricados, sem nenhum back ou front focus, e a situação fica ainda mais evidente em aberturas maiores, até 2.0. Eu mesmo precisei calibrar uma 50 1.8 G, pois notei o problema com minha D300s, coisa que não aconteceu na minha D200 (por sorte, porque a D200 não tem como calibrar…). Fica a dica. Abraços.

      • Eduardo Andrade says:

        Olha Huaine, a presença de back focus está em quase todas elas, é bem sutil, mas é visível. Vou te dar alguns exemplos: na primeira foto, o objetivo do foco deveria ser, a priori, os olhos do Arthur, e de fato, eles estão em foco, porém, vc pode perceber que a parte laranja do brinquedo está ligeiramente melhor focada do que os olhos dele. Isso indica que, apesar de vc ter dado o foco primariamente no rosto do menino (acredito eu, pelo menos…), o que ficou perfeitamente focado foi alguma coisa alguns milimetros abaixo (milimetros em distância focal de lente, e não em escala métrica). Isso indica back focus. Se fosse front focus, seria o contrário, ou seja, p/ cima. Outras fotos com back focus, por exemplo: a do Arthur c/ o pai dele, por exemplo, o cós do short está ligeiramente melhor focado do que os rostos deles, aquela da mãe dele segurando ele p/ cima, as flores da blusa dela estão ligeiramente melhor focadas do que os rostos. Todas elas indicam que sua câmera está descalibrada com sua Nikkor 50mm 1.4G, pois apesar de vc estar focando correto (afinal, não é de ontem que vc fotografa, e eu duvido que sua intenção era focar melhor nas florzinhas do que no rosto deles…), as fotos apresentam um foco ligeiramente melhor um pouco abaixo do ponto de foco. Mas é fácil resolver isso hoje em dia, pois todos os modelos atuais da Nikon, Canon, Sony e outras marcas de câmeras SLR, podem ter seu foco calibrado p/ cada lente lente de seu set (a câmera armazena na memória cada lente calibrada). procure no google sobre “lens test chart”, tem vários tutoriais de como fazer o teste, além do arquivo .pdf p/ imprimir a folha de teste. Uma vez que vc identifique se tem o erro, e QUANTO a imagem está melhor focada acima ou abaixo, vc depois vai fazendo o ajuste fino na sua câmera, salva a configuração e pronto (veja no manual da D7000 como calibrar)! É interessante fazer isso, pois assim vc tem uma melhor qualidade final nas suas fotos (não estou dizendo que estão ruins, muito pelo contrário, eu amo o seu trabalho e vc é uma inspiração p/ mim), e tbm evita que as vezes a câmera fique “brigando” p/ fazer o foco no lugar que vc quer, pois no viewfinder vc enxerga uma coisa, mas a ótica está enviando outra coisa p/ o sensor… Claro que, se vc colocar o diafragma em 2.8 ou acima, nada disso vai aparecer, mas na hora que vc usar alguma coisa abaixo de 2.5, fica evidente. E p/ conseguir esses bokehs maravilhosos, nós dois sabemos muito bem que acima de 2.8 não rola (a não ser que vc estivesse com uma 80-200 2.8 em 100 mm ou mais, mas daí já é outra história…).

        • Huaíne Nunes says:

          Que interessante essas informações, Eduardo. Aliás, que paciência em explicar, obrigada! Eu realmente não havia notado e, apesar de conhecer [sutilmente] o conceito de back/front focus, nunca havia parado para analisar se estava cometendo isso com o meu equipamento. Sem dúvida vou procurar averiguar e pesquisar o assunto mais a fundo.
          Muito legal você ter vindo aqui para dar essa dica.

          Um abração!!

  2. jose ap.dias says:

    parabens pois ja tinha visto varias fotos bonitas mas estas superou de otimas e com 1 criança bonita e ai que superou mais e que sejam felizes a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *