A galerinha que acompanha minhas jornadas no facebook já deve estar sabendo que depois de um tantinho de stress (primeiro o dólar sobe, depois o produto some), consegui enfim comprar a minha impressora Epson T50.

A escolha do modelo foi feita com base em algumas pesquisas, leitura de reviews, indicações dos amigos no twitter e no face e por último, mas não menos importante, o preço! Paguei 190 dólares no Paraguai.

Nos reviews, a maioria das coisas que eu lia era assim:

Pró: Excelente qualidade de impressão em CDs/DVDs.

Contra: Não é multifuncional, consome bem mais tinta que as outras (HP e Canon) e é mais lenta na impressão.

Sabe gente, tudo que se lê na net tem que se fazer uma análise muito delicada. Em reviews que li, meteram o pau na Epson. Aí eu analisei com muita calma.  A minha intenção, é usá-la somente na impressão de CDs, nada mais do que isso. Não tem pressa se eu vou imprimir UM cd por vez. Dificilmente eu tenho milhares de CDs de vááários clientes pra entregar por dia. Eu faço uns poucos trabalhos no mês e olhe lá.  Se tivesse tanto job assim eu já estaria rica. Então tanto faz o tempo que ela leva para imprimir.

Sobre ser multifuncional, até tudo bem, melhor seria se ela fosse, embora eu tenha a impressão de que ela seria BEM mais cara. No meu caso específico, não vi problemas, visto que já possuo uma multifuncional HP em casa.

Muito consumo: Acho que esse ítem é bastante importante para quem faz inúmeras impressões por vez. E para isso ainda existe o tal do sistema Bulk-Ink, que eu não sei muito bem como é. De qualquer forma, eu não fiz na minha. Vou imprimir somente CDs e meu fluxo de trabalho ainda é pequeno. Uma colega lá no facebook comentou que tem uma amiga que disse que os cartuchos duraram 11 meses, imprimindo somente CDs. Parece bom para mim.

Agora a parte importante, o pró: Em todos os reviews, a parte boa é que ela tinha muito mais qualidade de impressão, se comparada à Hp e Canon.  Ora bolas, isso é o principal! É exatamente para isso que eu estou comprando, então é disso que preciso, boa qualidade de impressão. Acho até que isso se deve ao fato de ela usar 6 cartuchos, ao invés de 4 (inclui ciano claro e magenta claro).

Ah sim, e o último motivo é que eu não encontrei mais nenhum modelo no Paraguai, só essa. rsrsrs.

Dito isso – que espero que ajude alguns a serem mais críticos ao que lêem na net – assim ficou a minha primeira impressão no CD:

Essa primeira não ficou exatamente como eu gostaria. E olha que fizemos em três. Meu irmão e meu namorado deram altos pitacos até finalizarmos a arte desse CD. Achei que poderia ter ficado um pouquiiiinho mais nitido, mas acho que a foto escolhida talvez tenha influencia. Faltou fazer o “ajuste fino”. Não gostei muuuito, mas era só a primeira. O meu site ficou escrito bem nitido (acabou ficando fora de foco nessa foto), mesmo as letras sendo fininhas. Não “estourou”, nem “vazou”.

Só para vocês terem uma ideia, a arte original era assim:

Quanto magenta! Agora vejo que eu podia ter caprichado mais. Bom, esse foi só o teste.

No dia seguinte, tive de fazer o CD de uma cliente minha (cujo ensaio aparecerá por aqui em breve) e já fiz com uma foto um pouco melhor, com base na experiência anterior. O CD ficou assim (muito melhor na minha opinião):

Gostei demais desse outro. E achei show de bola que pude imprimir até o miolo. Foi só configurar no software meia-boca que acompanha a impressora.

Por fim, fiz um videozinho beeeem amador, para vocês verem um pouquinho da impressora funcionando. Como nós 3 ficamos tagarelando o tempo inteiro, coloquei uma musica da Amy Macdonald pra vocês curtirem!

E aí, o que acharam?

UPDATE: Fiz outros três que gostei DE-MAIS. Ficaram excelentes. Acho que só errei a mão no primeiro mesmo. Esses próximos eu vou postando aos poucos, junto com o post dos respectivos ensaios. Amanhã já deve sair um.