Agora que você já tem seu portfólio impresso, você está pronto para ‘dar de cara’ com seus clientes e o mundo dos negócios de fotografia.

Se você ainda nao possui um cartão de visitas, está na hora de repensar essa idéia.

Assim como o portfólio impresso, o business card pode se tornar seu maior aliado (ou inimigo) desde que feito corretamente.

Vou citar algumas dicas que aprendi ‘na marra’ quando decidi confeccionar o meu.

1 – Conheça seu público-alvo. Quer dizer então que voce decidiu trabalhar com fotografia infantil, pediu para o seu sobrinho que manja de photoshop para te ajudar nas ideias e ele te veio com letras pegando fogo num fundo camuflado? Má ideia!

Se você conhece bem seu público – como por exemplo jovens que querem fazer book para colocar no orkut, ou casais sofisticados que querem a foto perfeita para expôr na sala de casa -  você deve fazer o cartão que se adeque àquele que você quer atingir.

2 – Simplicidade e elegância. Este fala por si só. Não precisa fazer carnaval de cores, usar diversas fontes (aliás, nao faça isso, por favor) para que seu cartão seja lembrado. Um cartão simples é muito mais bem-visto.

3 – Seja Criativo. Poxa, Huaíne, que dica clichê! Pois é gente, mas não vamos deixar de seguí-la mesmo assim. A criatividade é a chave e se você é fotógrafo você tem que tê-la.

Se o cliente perceber que você não foi criativo nem na confecção do cartão, imagina como são as suas fotos. Poses iguais, enquadramentos iguais…

4 – Dê a sua cara. De nada adianta seguir todas essas dicas e acabar por fim copiando algum modelo que vimos por aí. Lembre-se, o cartão tem que fazer o cliente se lembrar de você.

obs: não precisa ser literalmente, como no exemplo abaixo.

“qualquer um pode tirar a sua foto, você precisa de alguém que possa registrar a sua vida” – Bacana essa frase, né?!

5 – Impressão de qualidade. Quando fiz meu primeiro cartão de visitas, achei que seria “criativo”, fazê-lo em papel fotográfico. Resultado desastroso, pois o papel amassa e rasga com facilidade. Má ideia! Imprima na gráfica. Lá eles sabem o que estão fazendo e você terá um cartão duradouro e de qualidade. E lembre-se que para conservá-los assim, vale a pena adquirir um desses porta cartões de visita, que são baratinhos e você encontra em qualquer papelaria.

6 – Distribua-os.

E boa sorte.